02/06

Energia solar em laticínios: a expansão do sistema na área

A pecuária leiteira é um setor de considerável relevância no país e, por isso, conta com recursos e tecnologias que otimizam processos e conferem em economia.

E um desses recursos é o uso da energia solar em laticínios.

É crescente a quantidade de propriedades rurais brasileiras que já fazem uso da energia fotovoltaica.

Apenas no primeiro semestre de 2019 a quantidade de energia solar produzida foi de 32.963 kWp, quase igualando toda a produção do ano anterior, qual foi de 38.241 kWp, de acordo com dados apresentados pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica).

Outra boa notícia é que a energia solar confere um ótimo retorno financeiro em diferentes tipos de negócios. E esse é um dos motivos da expansão do uso dela.

No Brasil, o uso dessa energia na pecuária ajuda o país a inovar e aumentar a competitividade no mercado internacional.

E a expectativa é de que essa energia continue apresentando avançados, especialmente nas propriedades rurais. Um atrativo para os produtores que agora podem gerar a sua própria energia de maneira sustentável, segura e também, prática.

 

Energia solar em laticínios: cenário atual do consumo de energia nas indústrias

 

É notável a necessidade de uma elevada carga de energia nas indústrias de laticínios.

E isso se deve ao fato de que nesse ambiente são utilizados diversos equipamentos para realizar a fabricação, armazenamento e conservação dos produtos, sem contar outros processos.

Alguns desses equipamentos utilizados são: máquinas para refrigeração dos produtos, para aquecimento, equipamentos para limpeza, entre outros.

Dentre os principais consumidores de energia nas indústrias de laticínios temos os equipamentos que são compostos por motores elétricos e os de refrigeração.

Logo, com essa necessidade elevada de energia elétrica, há uma crescente exigência por ações que visem otimizar o uso e, com isso, diminuir os custos na conta de luz (uma vez que as tarifas são muito elevadas). E isso ainda influi conferindo em maior competitividade da indústria no mercado.

 

Investindo em energia solar na sua indústria de laticínios

 

Uma outra notícia boa para quem pretende investir num sistema fotovoltaico em sua indústria ou pecuária leiteira é que existem diversas linhas de financiamento específicas, tais como o Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica na Produção Agropecuária – INOVAGRO e alguns bancos que têm investido em linhas de crédito nesse sentido também.

As taxas cobradas têm sido bastante atrativas para quem deseja investir num sistema desses.

E as parcelas do financiamento acabam ficando abaixo do valor que se consegue economizar mensalmente na conta de energia com o uso de um sistema de geração de energia solar.

 

Conclusão

 

Muitos produtores rurais já têm adotado a ideia e investido (seja por meio de financiamento ou mesmo com sua própria verba) no uso da energia solar em laticínios.

E com isso eles têm aproveitado muitos benefícios como a redução na conta de energia, independência, vantagem competitiva no mercado, etc.

E se você também deseja fazer o mesmo e instalar um sistema fotovoltaico na sua indústria ou empresa, entre em contato com a MS Energia Solar e dê um passo adiante em prol do seu negócio.

Categorias